quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Olhos fascinantes

Era somente na escuridão do seu olhar que eu podia enxergar, seus olhos negros me faziam delirar, eu podia sentir que aqueles olhos fascinantes guiariam meus passos. Sem sua presença estava vazia, minha alma iria enlouquecer, meu corpo se desmontaria em pequenos pedaços e meu coração pararia de bater. Era preciso sentir sua respiração perto de minha pele, sentir que aquele homem existia, que não era apenas mais um de meus incríveis sonhos, em que encontro um príncipe encantado e vivo feliz para sempre, porém ele era esse príncipe e esse sonho havia enfim se tornado realidade. Porque do que vale sonhar, sem não acreditar ..

Nenhum comentário:

Postar um comentário